domingo, 14 de julho de 2013

porvir

penso no seu lápis

pequeno e verde

quase sem ponta

que guardei  no bolso de trás

da minha calça vermelha

 

na volta do táxi

ainda deu para escrever

no canto esquerdo

de uma folha de papel:

 

você

é meu presente

sem futuro

Um comentário:

nuestras estorias disse...

coisa mais linda! mto talentosa vc!